Memória Litúrgica de São João Paulo II

“Não tenhais medo! Abri, melhor, escancarai as portas a Cristo!”
(Homilia no início de seu pontificado, 1978)

JuanPabloII_LOsservatoreRomano_140516

Sobre Karol Józef Wojtyla


  • João Paulo II obteve o doutorado em Teologia (1948), em Roma, com uma tese sobre o conceito da fé nas obras de São João da Cruz.
  • Foi professor de Teologia Moral e Ética no Seminário Maior de Cracóvia e na Faculdade de Teologia de Lublin.
  • Em 4 de Julho de 1958, o Papa Pio XII nomeou-o Bispo Auxiliar de Cracóvia.
  • Em Janeiro de 1964 foi nomeado Arcebispo de Cracóvia pelo Papa Paulo VI, que o criou Cardeal a 26 de Junho de 1967.
  • Participou no Concilio Vaticano II (1962-65), dando um contributo importante na elaboração da Constituição “Gaudium et Spes”.
  • Foi eleito Papa em 16 de Outubro de 1978 – o primeiro papa não italiano depois de muitos anos.

São João Paulo II, rogai por nós!

João Paulo II foi eleito papa em 16 de outubro de 1978, num momento difícil, quando havia grande instabilidade entre os EUA e a União Soviética, durante a guerra fria.

 

Enquanto Papa


João Paulo II realizou 146 visitas pastorais na Itália e visitou 317 paróquias romanas. Fez 104 viagens apostólicas pelo mundo, escreveu 14 Encíclicas, 15 Exortações Apostólicas, 11 Constituições Apostólicas e 45 Cartas Apostólicas. Deixou 5 livros; celebrou 147 ritos de Beatificação – nos quais proclamou 1338 Beatos – e 51 Canonizações, com um total de 482 Santos.

joao-paulo-ii

Em 1980 ele publicou a encíclica Dives in Misericordia (Deus, Rico em Misericórdia) dedicada exclusivamente à Divina Misericórdia. Nela, ele incentiva os cristãos à confiança na ilimitada Misericórdia Divina.

Pope-JohnPaul-IINo ano seguinte (1981) ao celebrar a solenidade de Cristo Rei, no Santuário do Amor Misericordioso, em Roma, reafirmando a mensagem dessa encíclica, João Paulo II revela: “Desde o princípio do meu ministério na Sé de São Pedro, em Roma, considerava esta mensagem como minha tarefa primordial. A Providência confiou-a a mim na situação contemporânea do homem, da Igreja e do mundo. Poderia também se dizer que precisamente esta situação atribuiu-me como dever essa mensagem, como minha tarefa ante Deus…”.

 
 

João Paulo II e a Festa da Misericórdia


A instituição da Festa da Misericórdia para toda a Igreja foi muito aguardado pelos devotos da Divina Misericórdia. A expectativa crescia na medida em que os fiéis em todo o mundo iam tomando consciência de quanto o mundo têm necessidade da misericórdia Divina. Por fim, no Jubileu do ano 2000, João Paulo II pôde solenemente proclamar que o primeiro domingo após a Páscoa “de agora em diante na Igreja inteira tomará o nome de Domingo da Divina Misericórdia” (30.04.2000).

A canonização da Irmã Faustina tem uma eloquência particular: mediante este ato quero hoje transmitir esta mensagem ao novo milênio. Transmito-a a todos os homens para que aprendam a conhecer sempre melhor o verdadeiro rosto de Deus e o genuíno rosto dos irmãos“.

Na misericórdia de Deus o mundo encontrará a paz, e o homem a felicidade!“. (…) Confio-vos esta tarefa a vós. Sede testemunhas da misericórdia!”

 

Comentários

Deixe o seu comentário


 
WordPress Video Lightbox Plugin