Chegada do Inverno: Nutricionista fala da importância de manter uma alimentação saudável

Foto: Mariana Luiza

Foto: Mariana Luiza

Com a chegada do inverno, as pessoas ficam mais propensas a contrair doenças virais. Além disso, a má alimentação pode causar problemas ao organismo, como estresse e ansiedade. Para esclarecer algumas dúvidas com relação ao quanto a alimentação pode ajudar nessas questões, a Revista Diocese Informa entrevistou a nutricionista Camila Taise Tavares (CRN10 5565P). Formada em Nutrição pela Associação Educacional Luterana Bom Jesus/IELUSC, atuante em consultório particular com foco em emagrecimento, alergias alimentares e esportistas, ela fala sobre a importância de manter a alimentação saudável.

Revista Diocese Informa: Você acredita que uma boa alimentação influencia em quais aspectos da vida moderna?

Camila Tavares: A alimentação, de uma maneira geral, pode influenciar em diversos aspectos da vida moderna. Por exemplo, a má alimentação, causada pela vida cada vez mais corrida, pode levar além das doenças já conhecidas como diabetes, obesidade, síndrome metabólica, também ao aumento da ansiedade, irritabilidade e alergias alimentares, cada vez mais comuns hoje em dia. Em contrapartida, a boa alimentação auxilia na prevenção dessas doenças e contribui para a melhora do humor, do cansaço e até mesmo da depressão. Por isso, a alimentação vai muito além da busca pela longevidade, pois não basta viver 100 anos, temos que procurar chegar lá com saúde e qualidade de vida.

R.D.I.: Quais são os cuidados para quem deseja reeducar a alimentação e ter qualidade de vida?

C.T.: Em primeiro lugar, devem-se evitar os produtos industrializados em geral. A maioria deles possui grandes quantidades de açúcares refinados, gorduras de péssima qualidade, como as gorduras hidrogenadas e/ou sal, ingredientes que conferem sabor a esses produtos, tornando-os viciantes. Além de aditivos químicos responsáveis por características como aroma e textura e que também tem o intuito de conservá-los. Porém esses ingredientes, consumidos em excesso nos dias atuais, são os responsáveis pelo maior número de doenças que afetam a população, como diabetes, doenças cardiovasculares e obesidade. Devemos lembrar sempre que, na natureza, Deus colocou todos os nutrientes que as nossas células necessitam e devemos fazer desses produtos alimentícios a exceção e não a regra, como temos feito nos dias atuais. Por isso, devemos priorizar a comida de verdade e embora hoje em dia seja difícil tirar um tempo para dar à alimentação a atenção que ela merece, devemos pensar que se não tirarmos esse tempo enquanto tivermos saúde, teremos que tirá-lo na doença, e aí pode ser tarde.

R.D.I.: No inverno as pessoas geralmente ficam mais resfriadas e doentes. Por que isso acontece e quais seriam os alimentos capazes de contribuir para a prevenção de gripes e infecções nessa estação do ano?

C.T.: Alguns tipos de vírus, como o da gripe, tornam-se mais ativos no ar e por mais tempo em temperaturas mais baixas e com o tempo mais seco, ao mesmo tempo em que esse clima causa uma queda na imunidade. Outra explicação também seria que nessa época do ano as pessoas tendem a ficar mais aglomeradas em locais fechados, tornando mais fácil a contaminação. Alimentos fontes de vitamina C, como a laranja, limão, acerola, tangerina, couve; ácido fólico, como os vegetais verde escuros e os feijões; zinco, como as sementes e as carnes; vitamina E selênio, como as castanhas; vitamina A, como a gema de ovo; água são fundamentais para fortalecer o sistema imunológico e auxiliar na prevenção dessas doenças. Ou seja, é importante manter uma alimentação equilibrada e bem colorida mesmo no inverno e evitar alimentos ricos em açúcares refinados e álcool, pois eles contribuem para baixar a imunidade.

R.D.I.: Nos dias mais frios, muitas pessoas acabam deixando de lado as atividades físicas. Qual a dica para quem deseja deixar a preguiça de lado e manter a forma mesmo no inverno?

C.T.: A dica é procurar junto a um profissional especializado, uma atividade que te dê prazer, que faça você ter vontade de levantar da cadeira para praticá-lo. Além de não esquecer de se hidratar, nem de se alimentar adequadamente.

R.D.I.: Na estação mais fria do ano, as pessoas acabam consumindo muitas guloseimas. Como manter uma dieta balanceada e quais tipos de alimentos são importantes?

C.T.: Devido à necessidade de equilibrar a temperatura corporal com a temperatura externa, o corpo acaba tendo uma necessidade energética maior no inverno. É importante priorizar as frutas e legumes da época. As pessoas tendem a ter menos vontade de consumir saladas cruas, e caso isso seja muito difícil, elas podem ser incluídas cozidas, refogadas ou em forma de sopas para não deixar de ingerir vitaminas e minerais e procurar incluir fibras de outra maneira na alimentação, como pela ingestão de sementes e alimentos integrais. Os chás são alimentos que podem ser incluídos devido aos diversos fitoquímicos que possuem, trazendo benefícios à saúde.

Comentários

Deixe o seu comentário


 
WordPress Video Lightbox Plugin