Rezando com Maria: Nossa Senhora da Cabeça

Desde o início do Cristianismo, Maria ocupa um espaço privilegiado no coração da Igreja. Nossa Senhora é promessa, é nossa esperança, é bondade e amor.

Vamos conhecer a devoção a Nossa Senhora da Cabeça, que teve origem em Serra Morena, localizada na Andaluzia, Espanha. O pico mais alto dessa serra é o pico da Cabeça. Lá vivia um soldado das Cruzadas, Juan Alonso de Rivas, que era natural de Granada. Ele ficou mutilado, perdendo um braço na guerra contra os muçulmanos. Por isso se tornou um pastor de ovelhas. Juan era um devoto de Maria Santíssima e, sempre quando estava trabalhando com suas ovelhas, ficava rezando e pedindo a proteção de Nossa Senhora para si e para seus familiares.

No dia 12 de agosto de 1227, quando estava com seu rebanho, viu de repente uma grande luz e ouviu um barulho de um sininho tocando perto de onde estava. O sininho estava encaixado em um galho de árvore e não parava de tocar. Quando chegou mais perto, viu, dentro de uma gruta que fica no cume do monte, uma imagem de Nossa Senhora. Nesse momento, ele ouviu uma doce voz que vinha do Céu. Ela pedia que ele não tivesse medo. Era Nossa Senhora pedindo para que ele fosse até o povoado de Andujar e falasse de sua visão, e que Deus pedia a conversão de todos e que fosse construída naquele lugar uma grande igreja.

Juan, com medo que os moradores do povoado não acreditassem nele, pediu a Nossa Senhora que lhe desse um sinal. Foi aí que aconteceu um grande milagre. Por intercessão de Maria Santíssima, Juan teve o seu braço refeito, aquele mesmo braço que fora arrancado na guerra. Não se conteve de tanta alegria e foi correndo para o povoado contar a boa nova. Ao saberem da notícia, o vigário de Andajur e todos correram para o pico da Serra da Cabeça para verem a imagem e venerar Nossa Senhora.

Ela passou a ser chamada ali de Nossa Senhora da Cabeça. Trouxeram a imagem em procissão para o vilarejo, até que fosse construída a Igreja que Nossa Senhora queria. Foi, então, construído um grande templo em honra a Nossa Senhora da Cabeça. Toda a região se converteu e passou a peregrinar sempre para Serra Morena.

Em seu surgimento na Espanha, a devoção à Nossa Senhora da Cabeça não era associada à parte do corpo humano a qual este título mariano nos remete. “Cabeça” era apenas o nome do monte onde Maria Santíssima foi vista.

Aqui no Brasil, ela costuma ser invocada para males que atacam o cérebro. Os fiéis que padecem de cefaleia e as mães de filhos com problemas escolares a ela recorrem para a solução de seus males.

As imagens espanholas de Nossa Senhora da Cabeça não trazem a cabeça de cera masculina que encontramos na imagem que se venera no Rio de Janeiro.

Oração a Nossa Senhora da Cabeça

Eis-me aqui, prostrado aos vossos pés,
ó Mãe do Céu e Senhora nossa!

Tocai o meu coração, a fim de que deteste sempre o pecado
e ame a vida austera e cristã que exiges dos vossos devotos.

Tende piedade das minhas misérias espirituais!
E, ó Mãe terníssima, não vos esqueçais também
das misérias que afligem o meu corpo
e enchem de amargura a minha vida terrena.

Dai-me saúde e forças para vencer todas as dificuldades que me opõe o mundo.
Não permitais que a minha pobre cabeça seja atormentada
por males que me perturbem a tranquilidade da vida.

Pelos merecimentos do vosso divino Filho, Jesus Cristo,
e pelo amor a que Ele consagrais,
alcançai-me a graça que agora vos peço.

(pede-se a graça que se deseja obter).

Aí tendes, ó Mãe poderosa, a minha humilde súplica.

Se quiserdes, ela será atendida.

Nossa Senhora da cabeça, rogai por nós.

Amém!
 

Comentários Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *