Ecos da vida

Um filho e um pai caminham por uma montanha de repente, o menino cai, se machuca e grita: – AAAAAAAiiiiiii!

Para sua surpresa, escuta sua voz se repetir em algum lugar da montanha. AAAAAAiiiiiii!

Curioso o menino pergunta: – Quem é você?

E recebe uma resposta: – Quem é você?

Contrariado grita: – Seu covarde!

E escuta como resposta: – Seu covarde!

– Por que não aparece aqui? – Por que não aparece aqui? responde o eco.

O menino olha para o pai e pergunta aflito: – O que é isso?

O pai sorri e fala: – Meu filho preste atenção.

Então o pai grita em direção da montanha: – Eu admiro você!

A voz responde: – Eu admiro você!

De novo o homem grita: – Você é um campeão!

E a voz responde: – Você é um campeão!

O menino fica espantado e não entende, então o pai explica:

– As pessoas chamam de Eco, mas, na verdade, isso é vida.

Para Refletir

A vida lhe dá de volta tudo o que você diz, tudo o que você deseja de bem e mal aos outros. A vida lhe devolverá toda blasfêmia, inveja, incompreensão, falta de honestidade, que você desejou, praguejou às pessoas que lhe cercam.

Nossa vida é simplesmente um reflexo das nossas ações. São João da Cruz um grande mestre da vida espiritual dizia: “Onde não há amor, põe amor e tirarás…”

Se você quer mais amor, compreensão, sucesso, harmonia, felicidade, crie mais amor, harmonia compreensão, no seu coração.

O que temos plantado?

Quantas vezes lançamos sementes de morte na vida das pessoas:

Você é imprestável, não sabe fazer nada direito!
Você nunca vai casar, pois ninguém o aguenta!
Você arruma sua vida, vai morrer devendo!
Você é igualzinho ao seu pai, ao seu avô, vai morrer como eles!
Você não quer saber nada de Igreja!

Quem quer colher o bem que o plante por onde andar. Veja o que diz a palavra de Deus em Gálatas 6,7-10:

“Não vos iludais, de Deus não se zomba; o que alguém tiver semeado, é isso que vai colher. Quem semeia na sua própria carne, da carne colherá corrupção. Quem semeia no Espírito, do Espírito colherá a vida eterna. Não esmoreçamos na prática do bem, pois no devido tempo colheremos o fruto, se não desanimarmos. Portanto, enquanto temos tempo, façamos o bem a todos, principalmente aos da família da fé.”

Muitos reclamam que sua vida não progride e nada acontece, mas para que as coisas aconteçam, depende das nossas escolhas. Assim como um homem do campo acorda cedo para lavrar e lançar a semente, do mesmo modo nós também precisamos semear coisas boas em nossa vida. Aquele que semeia corrupção colherá corrupção.

Quantos dizem: “Tenho semeado e não colho nada”. Peçamos ao Senhor que nos dê a paciência de esperar os frutos crescerem, pois não há como os colhermos antes da hora.

Plantemos o que é certo para que colhamos bons frutos. Passamos a vida toda querendo para ontem o que semeamos hoje. É preciso paciência e dedicação para que o fruto floresça. Não desanimemos do que é certo, mas aguardemos os frutos.

Cada um de nós sabe o que não está certo em nossa vida, porque os frutos das nossas escolhas aparecem. É tempo de denunciarmos o pecado. Aquilo que opera contra a vida não podemos aceitar.

Deus não quer apenas que acertemos na vida, mas quer também que cresçamos e nos tornemos pessoas melhores, que amadureçamos como filhos e filhas d’Ele. Os dons de Deus nos foram dados para nos ajudar a crescer.

Se agir assim, a Vida lhe dará alegria, paz, felicidade, amor das pessoas que lhe cercam.

O “Momento de Reflexão” você ouve de Segunda a Sexta-feira às 18:00hrs no programa Vozes da Paz pela rádio São José FM em 96,9, Deus abençoe.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *