Padre Chrystian Shankar: Deus sempre nos atende?

Emy era uma linda menina de 3 aninhos de idade. Ela morava em algum lugar dos EUA, em frente ao mar. Sua família era cristã. Eles iam todos os domingos à igreja e realizavam o culto doméstico. Emy era muito feliz! Ela amava sua família e admirava os olhos azuis  de seu pai, sua mãe e seus irmãos. Todos na casa de Emy tinham olhos azuis…Todos, menos Emy!

O sonho de Emy era ter olhos azuis como o mar. Ah! como ela desejava isso.

Um dia, na catequese paroquial, ouviu a catequista dizer: “DEUS RESPONDE A TODAS  AS ORAÇÕES!”

Emy passou o dia todo pensando nisso. À noite, na hora de dormir, ajoelhou ao lado da sua cama e orou: “Papai do Céu, muito obrigada porque você criou o mar que é tão bonito! Muito obrigada pela minha família. Muito obrigada pela minha vida! Gosto muito de todas as coisas que você fez e faz! Mas gostaria de
pedir por favor quando eu acordar amanhã, quero ter olhos azuis como os da mamãe! Em nome de Jesus, amém.”

Ela teve fé. A fé pura e verdadeira de uma criança. E, ao acordar, no dia seguinte, correu para o espelho. Olhou…e qual era a cor de seus olhos ?

Continuavam Castanhos

Por que Deus não ouviu Emy? Por que não atendeu ao seu pedido? Isso teria fortalecido sua fé Bem, naquele dia, Emy aprendeu que um não também era resposta.

A menininha agradeceu a Deus do mesmo modo. Não entendia só confiava.

Anos depois, Emy foi ser irmã de Caridade na Índia. Ela “comprava crianças para Deus” (as crianças eram vendidas por suas famílias – que passavam fome – para serem sacrificadas no templo, e Emy as “comprava” para libertá-las desse sacrifício).

Mas, para poder entrar nos “templos” da Índia,  sem ser reconhecida como estrangeira, precisou se disfarçar de indiana: passou pó de café na pele, cobriu os cabelos, vestiu-se como as mulheres do local e entrava livremente nos locais de venda de crianças.

Emy podia caminhar tranquilamente em todo  “mercado infantil”, pois aparentava ser uma indiana.

Um dia, uma amiga missionária olhou para ela disfarçada e disse: “Puxa, Emy! Você já pensou como você faria  para se disfarçar se tivesse olhos claros como os de todos da sua família? Que Deus inteligente nós servimos…Ele lhe deu olhos bem escuros,  pois sabia que isso seria essencial para  a  missão que lhe confiaria depois!”

Essa amiga não sabia o quanto  Emy havia chorado na infância por não ter olhos azuis. Mas Emy pôde, enfim, entender o porquê  daquele não de Deus há tantos anos!

Para Refletir

Há quem diga que Deus escreve certo por linhas tortas. Prefiro pensar que Deus escreve certo por linhas certas, torta é nossa fé, que não entende a escrita de Deus.

Desde o início, o Senhor conhecia a razão de Emy não ter os tão desejados olhos azuis. E por mais que ela rezasse, a resposta de Deus era sempre “não”. Como é difícil conviver com os “não” de Deus.

Talvez você esteja recebendo um “não” de Deus. Mas confie, pois Ele sabe mais do que você. Ele está controlando tudo. Deus conhece seus desejos e sonhos, sabe o que você gostaria que fosse diferente. Mas saiba que de uma coisa: Deus não nos dá aquilo que desejamos, mas aquilo que precisamos. Se sua graça está demorando, saiba que Ele não demora, Ele Capricha. Coisas maravilhosas vão acontecer na sua vida. O “Não” de hoje, é a benção de amanhã. Tenha sabedoria e paciência para esperar as respostas de Deus.

Esperei firmemente no Senhor, e ele se inclinou para mim, atendendo minha súplica. Tirou-me da fossa da morte, do barro do pântano, colocou meus pés sobre a rocha, deu segurança a meus pés. Fez-me cantar um canto novo, um louvor ao nosso Deus. Muitos vão ver e temer, e confiarão no Senhor. Feliz o homem que põe no Senhor sua esperança e não se volta para os soberbos, nem para os que seguem a mentira (Sl 40, 2-5).

Padre Chrystian Shankar | Histórias e Parábolas para a Família


Se desejar ouvir, é só clicar no “Play”

O “Momento de Reflexão” você ouve de Segunda a Sexta-feira às 18:45 no programa Vozes da Paz pela rádio São José FM em 96,9, Deus abençoe.

 

1 Comentário na postagem “Padre Chrystian Shankar: Deus sempre nos atende?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *