O monge que ressuscitava crianças – Padre Léo

Falaram para uma senhora, no Japão, que tinha um monge. Dizem que isso é verdade, eu não sei se é verdade ou se é mentira, como dizem os italianos “Si non é vero, é bene trovato”; então pode não ser verdade.

Contaram pra uma mulher lá no Japão que um monge do Tibet tinha o poder de ressuscitar principalmente criança; quando morria uma criança, esse monge ressuscitava. E morreu o filhinho dessa senhora, e ela foi procurar esse monge.

E aí perguntou para ele:

– É verdade que o senhor tem o poder de ressuscitar uma criança morta?

– Não é que eu tenha o poder, existe esse poder e Deus me usa pra executá-lo.

– Ah, então o senhor tem esse poder!

– Não! Não é que eu tenha o poder, existe o poder, também outros já ressuscitaram, Jesus Cristo ressuscitou mortos. Eu posso reavivar essa criança.

– Sim, o que eu preciso fazer?

– O que a senhora precisa fazer é muito simples: a senhora precisa me conseguir uma semente de mostarda, mas que tenha nascido no canteiro numa casa onde nunca a família tenha perdido um ente querido.

– Só isso?

– Pode deixar a criança aqui, a senhora vai procurar essa semente.

E ela foi de casa em casa:

– Tem semente de mostarda?

– Tem, tem! Agora é época da mostardeira tá dando semente. Pode ir lá pegar.

Ai ela ia lá pegar a semente, toda feliz…

– Ah, mas eu tenho uma perguntinha antes pra fazer… Aqui já morreu alguém na família?

– Já! Meu pai morreu.

– Ah, obrigada!

E ia no vizinho…

– E aqui?

– Minha mãe morreu…

– Ah, aqui minha avó, e meu cachorrinho também morreu.

E quando ela terminou de dar a volta no quarteirão, ela compreendeu…

Gente, que coisa mais besta é essa que a morte faz: pensar que a gente é exclusivo! Só eu sofri isso! Nunca ninguém no mundo passou a dor que eu estou passando! Deixe de ser besta! Respeite a dor do outro. Deixe de ser esse fariseu.

Ah, porque eu me revolto contra Deus! Por que Deus foi levar o meu pai?

Oh, sua besta! Levou o que era Dele! Você teve seu pai durante 20, 30, 40, 50 anos, “de grátis“! De bom que Deus é! A vida não pertence a você. Minha vida não me pertence, como não pertence a minha mãe e ao meu pai. Pertence a Deus. Eu estou aqui de passagem. Nós estamos aqui viajando. Nós não temos morada definitiva aqui, não! Nós caminhamos para a Jerusalém Celeste. O Céu é a nossa Pátria.

Fonte: Trecho da pregação  Confortai-vos no Senhor

O “Momento de Reflexão” você ouve de Segunda a Sexta-feira às 18:45 no programa Vozes da Paz pelas rádios São José AM, 1240 e Nova Era FM em 104,5, Deus abençoe.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *