11 conselhos de Augusto Cury para as pessoas que sofrem de ansiedade

Antes de falarmos sobre o título desse artigo, a ansiedade, vamos meditar a passagem bíblica de (Lc 10,38-42).

A casa de Marta e Maria

Marta e Maria moravam em Betânia e eram irmãs de Lázaro, a quem Jesus ressuscitou dos mortos. Jesus foi para a casa delas fazer mais uma daquelas visitas cotidianas que costumava fazer aos amigos sempre que encontrava um tempo livre em meio à vida corrida e atarefada que tinha.

Estando Jesus em viagem, entrou numa aldeia, onde uma mulher, chamada Marta, o recebeu em sua casa. Tinha ela uma irmã por nome Maria, que se assentou aos pés do Senhor para ouvi-lo falar. Marta, toda preocupada na lida da casa, veio a Jesus e disse: Senhor, não te importas que minha irmã me deixe só a servir? Dize-lhe que me ajude. Respondeu-lhe o Senhor: Marta, Marta, andas muito inquieta e te preocupas com muitas coisas; no entanto, uma só coisa é necessária; Maria escolheu a boa parte, que lhe não será tirada. (Lc 10,38-42).

Faço questão de relembrar sempre deste fato em minha vida. Hoje, quero trazê-lo também a você, pois é uma grande lição que deve direcionar a nossa vida cotidiana. Ele diz muito para nós que vivemos neste mundo imediatista, onde muitas vezes nos perdemos em meio às nossas agitações e raramente lembramos Daquele que deve ser o centro da nossa vida.

Todos nós precisamos ter um pouco de Marta e de Maria! Ora precisamos ser contemplativos como Maria, ora ativos como Marta. Mas, nisso é preciso encontrar o equilíbrio! Precisamos dar a Deus o que é de Deus, e aos homens o que é dos homens. Água e óleo não se misturam! É preciso separar, e separar bem.

Em nossa vida nos preocupamos em realizar muitas coisas, em nossa casa, em nosso trabalho, paróquia, grupo de oração, vida em comunidade… e acabamos perdendo a visão do essencial, em meio a todas essas coisas, não damos a Deus o tempo que lhe é devido, vivemos uma espiritualidade mascarada, vazia, sem vida, sem unção. As pessoas que passam em nossas vidas recebem tudo, mas não recebem o essencial: Deus. Não recebem aquilo de que realmente precisam. Damos a elas a água do poço de Jacó (Jo 4,12), e não a verdadeira água do Espírito Santo de Deus, que sacia toda a sede. Precisamos estar aos pés do Mestre, precisamos beber da fonte de água viva, que é Deus para poder dar ao povo a verdadeira água.

Olhe hoje para a sua realidade. Será que você tem dado tempo para Deus, ouvido as direções que Ele quer te dar? Ou será que você tem se perdido por caminhos supérfluos que você mesmo trilhou?
É hora de parar, e de se rever. Pois não estaria você perdendo tempo andando em caminhos que não são essenciais para sua vida?

Sempre que você sentir que em sua vida uma coisa está tomando o lugar da outra, e que está lhe faltando equilíbrio, reze assim: “Senhor dai-me as mãos de Marta e o coração de Maria”.

11 conselhos de Augusto Cury para as pessoas que sofrem de ansiedade:

Augusto Cury é psiquiatra, professor e escritor. Seus escritos são obras-primas que iluminam a vida de todos nós, guiando-nos através de meios mais positivos de pensar e agir. Suas obras já foram publicadas em mais de 70 países e mais de 25 milhões de livros foram vendidos apenas no Brasil.

Augusto Cury tem 11 conselhos para as pessoas ansiosas.

Se você for ou conhecer alguém que sofre dessa condição, confira as 11 dicas abaixo e coloque-as em prática para melhorar sua qualidade de vida.

1. Incorpore os exercícios físicos em sua rotina
Esse tema é repetitivo, quando se fala em qualidade de vida, mas por uma boa razão. Além de nos ajudarem a emagrecer, ganhar disposição e ânimo em nossas rotinas, os exercícios físicos nos possibilitam a liberar endorfina, os famosos neurotransmissores que nos ajudam a liberar o estresse e aumentar os sentimentos de prazer.

2. Seja consciente sobre a quantidade de informações que você absorve
Quando focamos em informações demais, esse grande acúmulo não é perdido. Ele se armazena, involuntariamente, em nossas mentes através de um fenômeno conhecido como Registro Automático da Memória (RAM). Todo esse excesso de informações transforma nossas mentes em um certo depósito, o que pode contribuir para hiperatividade e falta de desejo ou vontade de descanso.

3. Mantenha seu senso de competição saudável
É cada vez mais comum o desejo de ser bem-sucedido a qualquer custo. Movidas por esse estímulo, as pessoas agem precipitadamente e sem sabedoria, o que destrói relacionamentos e nos torna, pouco a pouco, reféns do dinheiro, da fama, da família perfeita, da aparência incomparável.Nunca se esqueça de que tudo está em constante mudança, possivelmente sua situação atual não será a mesma para sempre, não importa se é boa ou ruim. Saiba que tanto o seu sucesso ou fracasso não são eternos e trabalhe todos os dias para se tornar uma pessoa melhor.

4. Aprenda a utilizar a técnica DCD
DCD significa duvide, critique e determine. Essa é uma técnica de comportamento que tem o seguinte princípio: Duvide de tudo aquilo que controla a sua emoção e conspira contra a sua vida. Critique cada pensamento negativo. Critique seu conformismo e reflita sobre as causas de seus conflitos. Tudo são escolhas. Decida mudar de vida, tornar-se uma pessoa mais feliz e grata. Alinhe suas emoções com a realidade que você deseja manifestar e esteja sempre pronto para viver novas experiências. Participe de sua vida atentamente!

5. Use a tecnologia conscientemente
As novas tecnologias, principalmente com o uso da internet, estão mudando nossas vidas diariamente, trazendo mais praticidade e rapidez. No entanto, também há seus lados negativos, a comunicação está se tornando superficial. Por mais que possamos nos comunicar com pessoas de basicamente qualquer lugar do mundo, isso nos afasta cada vez mais daqueles que estão próximos e que, muitas vezes, são os que verdadeiramente querem o nosso bem. Para ganhar perspectiva sobre sua vida, afaste-se da internet por um tempo e foque em como seus comportamentos e relacionamentos o ajudam a ser alguém melhor.

6. Entenda que os problemas são uma constante
Não importa quão boa seja nossa qualidade de vida, sempre enfrentaremos algum problema, de qualquer natureza. Ao invés de reclamar quando uma dificuldade se apresentar em seu caminho, foque em resolver a questão e aprender a lição que a acompanha para ganhar sabedoria de vida.

7. Adquira o hábito de documentar suas preocupações em um papel
Quando escrevemos nossas preocupações em um papel, nosso cérebro entende que elas foram transferidas para um outro o processo de descanso do cérebro, diminui os níveis de ansiedade e acalma a ansiedade emocional.

8. Leia diariamente
A leitura pacífica é uma estratégia para evitar a formação de pensamentos negativos, despertando descanso e relaxamento em nossas mentes. Quando fazemos dessa prática um hábito diário, diminuímos os nossos níveis de cortisol, conhecido como o hormônio do estresse.

9. Medite
A meditação é uma prática indispensável para todas as pessoas que desejam melhorar suas vidas. Isso porque ela nos torna pessoas mais abertas, conscientes, concentradas, focadas, relaxadas e motivadas para enfrentarmos cada novo dia.

10. Fique longe de pensamentos negativos
Quando estamos tristes ou decepcionados, parece impossível voltarmos nossa atenção para as coisas boas e o lado positivo de nosso sofrimento. No entanto, focarmos em coisas boas, enquanto estamos tomados pela negatividade, ajuda-nos a seguir em caminho mais consciente.

11. Esteja aberto para perdoar
As mágoas e rancores que guardamos de alguma pessoa ou situação apenas nos colocam para baixo e nos afastam de uma vida completa e feliz, além de nos deixarem exaustos e limitados. Perdoar, no entanto, acalma nossas mentes e espírito e nos liberta para uma existência mais significativa.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *