Dica de Filme: Santo Agostinho – O Declínio do Império Romano

O Filme começa com o idoso Agostinho aos setenta anos recordando sua vida pouco antes de morrer, assediado em Hipona, em 430, pelos exércitos vândalos. Narra-se, assim, a vida do santo, seus excessos e transgressões, até a crise existencial que o levou à conversão,. são narrados pelo próprio Agostinho, ancião. Sediado em Hipona, o doutor da Igreja faz uma resenha de sua tormentosa juventude.

Agostinho viveu num momento crucial da história. A decadência do Império Romano e o fim da Antiguidade Clássica. Em 410 foi testemunha da tomada de Roma pelos visigodos de Alarico. Foi nesse mundo convulsionado por lutas internas que Agostinho exerceu o magistério sacerdotal e escreveu sua obra, de tão decisiva importância na história do pensamento cristão.

A obra mencionada no filme é uma das obras mais importantes de Agostinho: Civitas Dei ou cidade de Deus.

Outro papel destacado é o de Santa Mônica (Monica Guerritore), como guia da salvação do seu filho.

Ao ouvir os famosos Sermões de Santo Ambrósio, que por meio da Palavra anunciada, a Verdade começou a mudar sua vida. Agostinho faz um filme de sua juventude.

O Papa Emérito Bento XVI assistiu ao filme na residência de Castel Gandolfo com a Diretoria da Rádio e Televisão Italiana, a RAI.

Após o término da projeção, Bento XVI elogiou o trabalho do diretor Duguay e afirmou que o filme.

“representa toda a realidade da vida humana, com todos os problemas, as tristezas, os insucessos, bem como o fato de que, ao final, a Verdade é mais forte que qualquer obstáculo e encontra o homem”.

A Obra, se tornou uma minissérie para TV em 2009, dividida em duas partes sobre a vida de Santo Agostinho.

O diretor do filme, o canadense Christian Duguay, é conhecido por ter dirigido filmes como“Joana D’Arc”, “A arte da guerra”, “Screamers” e “Hitler, a ascensão do mal” .

Direção: Christian Duguay.

Elenco: Sonia Aquino, Dietrich Hollinderbäumer, Cosimo Fusco, Andrea Giordana, Franco Nero, Alessandro Preziosi e Matteo Urzia

Para conferir o final dessa jornada, você tem que assistir o filme:

“Agostinho, o Declínio do Império Romano”. A memória do grande Bispo e Doutor da Igreja, o filósofo e teólogo da Graça e da Verdade.


Assista ao Trailer


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *