Padre Adriano Zandoná lança clipe com a participação de Adriana Arydes

Adriana Arydes participa do novo clipe do padre Adriano Zandoná

O novo clipe do Padre Adriano Zandoná tem como título: “Quando meus joelhos tocam o chão”. O clipe contou com a participação da cantora católica Adriana Arydes e a música faz parte do repertório do trabalho do padre, no CD oracional “A cura da alma feminina”, lançado pela gravadora Canção Nova.

Assista ao clipe:

Letra da música

Quando o sofrimento me visita
E a derrota fronta a estrada dos meus sonhos
O meu coração partido, é uma oferta a tudo o que eu posso entregar
Te entregar

Apesar de limitado e machucado sei que o teu olhar
Me envolve e me acompanha
Quando a noite se apresenta teu amor me fortalece
E tua alegria me faz recomeçar

Minha alma anseia por teu nome
Te adoro com todo o meu ser
Minha dor, meu respirar
Minha oferta é simples e pequena
Dou-te minhas mãos cansadas, meu louvor, minha verdade
Quando meus joelhos tocam o chão, eu toco o céu

Deus da minha vida, com a minha alma eu vou te adorar
Santo, Santo, Santo.

História da música

Padre Adriano Zandoná: “A música ‘Quando meus joelhos tocam o chão‘ é muito sincera e tive a alegria de a compor em um momento de oração, numa madrugada no meu quarto, depois de um dia intenso e de muita batalha. Nesta música coloquei a maior verdade do meu coração, tendo a certeza de que Deus pode tirar um bem muito maior de exatamente tudo o que me acontecia. A certeza de que quando eu rezasse nos momentos difíceis, realmente poderia tocar o céu.

No meu coração havia o desejo de que essa música, também, alcançasse os corações que passam por tribulações e dificuldades, para dar a e elas a esperança de um Deus que nos escuta e que está conosco. A música faz parte de um trabalho voltado para todos, mas de forma especial, para as mulheres e, por isso, contou com a participação da cantora católica Adriana Arydes que trouxe de forma singela a essência feminina”.

Gravado no Rio de Janeiro, no dia 5 de junho, o clipe contou com a direção do Bruno Espíndola, com o apoio de produção da Mangata Produções e do Portal Canção Nova.

Fonte: Canção Nova
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *