Todos ficaram repletos do Espírito Santo

A vinda do Espírito Santo sobre os Apóstolos e Nossa Senhora, é o encerramento triunfal do mistério pascal de Cristo. Somos chamados a viver segundo esse mesmo Espírito de Cristo ressuscitado.

Faremos uma experiência de oração com a Palavra de Deus, seguindo os passos sugeridos e de forma livre, você poderá fazer uma experiência pessoal.

. Localize a passagem Bíblica de Atos dos Apóstolos 2,1-13.
∙ Distancie-se de tudo que possa roubar sua atenção reflexiva e meditativa.
∙ Coloque-se em uma postura confortável, acalme-se, respire fundo.
∙ Peça a presença do Espírito Santo para iluminá-lo e dar a graça de um coração sensível, capaz de ouvir a voz de Deus.

“Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso Amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra. Oremos: Ó Deus que instruíste os corações dos vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos da sua consolação. Por Cristo Senhor Nosso. Amém”.

1 – Leitura (Lectio)

Leia o texto sugerido de Atos dos Apóstolos 2,1-13. Releia procurando imaginar os detalhes do acontecimento narrado.

Ao terminar cinquenta dias após a Ressurreição de Jesus, aconteceu o evento de Pentecostes, palavra que vem do grego e significa “quinquagésimo”.
Como acabamos de ler, estavam todos reunidos no mesmo lugar, de repente, os Apóstolos de Jesus, ou seja, aqueles que Ele mesmo escolheu pra segui-Lo, estavam com medo. Seu Senhor e mestre há cinquenta dias havia morrido, estavam desencorajados, desmotivados, amedrontados e talvez envergonhados. A mãe de Jesus, e nossa, também estava com eles.
Aconteceu uma manifestação teofânica, isto é, manifestação do Espírito de Deus. Observe 2 versículos seguintes: “De repente, veio do céu um ruído como o agitar-se de um vendaval impetuoso, que encheu toda a casa onde se encontravam. V.3 Apareceram-lhes, então línguas de fogo, que se repartiam e que pousaram sobre cada um deles. V. 4 E todos ficaram repletos do Espírito Santo…”
Aqueles homens fracos, medrosos como nós, de repente, com o Espírito Santo, foram transformados interiormente. Passaram a falar com a linguagem do Espírito de forma que todos entendiam. Disse o Papa emérito Bento XVI, que onde existem lacerações e estranheidades, a comunicação do Espírito Santo cria unidade e compreensão¹. Tem início um processo de reunificação entre as partes da família humana, divididas e dispersas; pessoas, muitas vezes reduzidas a indivíduos em competição ou em conflito entre si, alcançadas pelo Espírito de Cristo, abrem-se à experiência da comunhão.

2 – Ruminação (Ruminatio)

Ruminando esta palavra, com fé, acreditamos que também sobre nós foi infundida a presença do Espírito Santo pelo Batismo. Para que o Espírito Santo possa atuar em nosso modo de pensar e agir, se faz necessário uma abertura de coração e adesão sincera, “quando uma pessoa, ou uma comunidade, se fecha no seu próprio modo de pensar e de agir, é sinal que se afastou do Espírito Santo.”²

3 – Oração (Oratio)

Ore ao Espírito Santo para que renove o Pentecostes na sua vida. Ainda que o Espírito Santo já esteja presente na sua vida, é preciso pedir continuamente que ele se renove. Vinde Espírito Santo, invadi-me, renovai-me, tomai-me, possui-me totalmente!
“Ó Espírito Santo, que transformastes os corações frios e cheios de temor em corações ardentes de amor e cheios de ânimo… operai em mim o que fizestes no dia de Pentecostes: iluminai, inflamai, fortificai a minha pobre alma e tornai-a disponível para dar ao seu Deus amor por amor. E que este amor consista em obras santas, em abnegação constante, em virtude sincera, em fervorosa devoção e em generoso sacrifício; um amor como aquele que inflamou os Vossos amigos no Cenáculo.³

4 – Contemplação (Contemplatio)

A paz é um fruto do Espirito Santo em nós, espero que você a possa experimentar neste momento de profunda contemplação e abandono confiante na ação do Espírito Santo.


1. HOMILIA DO PAPA BENTO XVI, Basílica Vaticana, Domingo, 23 de Maio de 2010.
2. Ibidem
3. Beata Helena Guerra, Invoc. e preghiere allo Spirito Santo, p.30.

Ir. Gabriel Maria Mãe da Misericórdia, FGMC |  Mosteiro da Divina Misericórdia
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *