Histórias de fé: Mãe testemunha o amor e a gratidão por Nossa Senhora

capa02

“Deus é maravilhoso e escreve tudo de forma que nem sempre entendemos e Nossa Senhora é nossa mãe protetora Rainha do Impossível e nos leva a enxergar além de nós mesmos nos dá suporte durante as provações”, testemunha a mãe de Fabiano.

 

Meu nome é Jandira Stock Schneider, venho contar um testemunho pela intercessão de Nossa Senhora. Sou casada com Lindomar Neundorfe e já tínhamos uma filha, a Ana Beatriz, com paralisia cerebral, sendo dependente totalmente. Em 2008 engravidei novamente contrariando expectativas médicas, pois tinha ovário policístico e problema de tireoide e segundo o médico já foi uma graça de Deus conseguir ficar grávida.

Apareceu no exame de sangue que estava grávida com apenas duas semanas o que é raro. Nos exames seguintes tive uma notícia triste, tinha toxoplasmose precisava de tratamento com remédios, mesmo assim corria risco de aborto ou minha criança poderia ter retardo mental, má formação, nascer surdo, mudo e outros problemas. Não bastasse isso, tive que acompanhar com especialista de tireoide a gravidez inteira tomando um hormônio que poderia prejudicar meu bebê. E ainda mais tive pré-eclampsia desde o quarto mês de gestação. Trazendo com isso um risco de vida pra mim e pra meu bebê. Tive dificuldade em conseguir médico particular, eles não pegavam pacientes novos, ainda mais uma paciente que precisava de atenção constante como eu.

Sofremos muito e pedimos a intercessão de Nossa Senhora. Fui à novena de Nossa Senhora das Graças na Matriz São José. Senti a presença da mãe muito forte, cheguei a chorar na fila pra imposição de mãos do Padre Aldo, in Memóriam, logo após pequei o copinho de água benta como o costume e fui para o banco, lembrei que era hora de tomar o remédio pra toxoplasmose e dirigi minha mão na minha bolsa. Notei algo diferente minha carteira estava muito volumosa e quando abri uma surpresa, um “santinho” da sagrada família que eu carregava tinha entrado na carteira, isso era impossível, pois minha carteira estava abotoada. Chorei de emoção porque Jesus quis dizer pra mim que minha família estava segura, afinal a carteira é a segurança do dinheiro. Em seguida acreditem, tocou meu celular e era a secretária da médica que faria meu parto dizendo que ela aceitou meu caso. Foi emocionante e imediatamente agradeci a Deus e Nossa senhora pelos sinais.

Meu bebê estava para nascer dia 24 de outubro, porém a médica disse que se pelo menos eu conseguisse chegar até sete meses seria importante, caso tivesse qualquer alteração de pressão ou nos exames teriam que fazer cesárea urgente, pois minha vida estaria em perigo. Tive que fazer rigorosa dieta sem sal, caminhadas, verificação da pressão três vezes por dia, ultrassom semana sim, semana não. Pedi a Nossa Senhora que meu filho nascesse pelo menos até dia 12 de outubro ou pelo menos dia de São Miguel 29 de setembro. Pois ela segurou até dia 27 de setembro. Tive dois internamentos por pressão alta e fiquei onze dias antes do parto internada, fazendo exames diários, foi um período difícil longe de meu marido, e de minha filha dependente. Tive que largar tudo que era meu nas mãos de Deus. Mais finalmente nasceu meu filhinho com 35 semanas e cinco dias.

18678834_1824402441146408_2097208110_nPorém, meu sofrimento continuava, ele não mamou e foi pra UTI permanecendo cinco dias. Fiquei onze dias depois do nascimento dele acompanhando para verificações médicas, porque não acreditavam que estava bem. Eu tinha que ir para UTI de três em três horas tentar amamentar, meus pés estavam enormes de inchados pela pré-eclampsia, meus peitos estavam empedrando, exames médicos diziam que o meu sangue de toxoplasmose ainda circulava nele e podia contaminar o dele; ainda teve amarelão, e teve que fazer ecografia cerebral. Para descartar lesão cerebral teve que colher licor da espinha com uma agulha enorme enfiada em sua espinha, teve que fazer exame de fundo de olho descartando a cegueira. Mas, numa determinada noite o Milagre aconteceu…

Estando eu muito abatida pus-me a chorar e clamar pra Nossa Senhora, ali naquele corredor da UTI. Foi quando entrando na UTI a enfermeira me falou firme: hoje ele vai mamar, falou com tanta firmeza que eu via Nossa Senhora em seu olhar, embrulhou os bracinhos de meu bebê e firmou ele no peito, ele se debatia mais conseguiu mamar apenas uns minutos. Logo dormiu. A enfermeira me disse. Mãe vá dormir assim q eu ele acordar eu te chamo, vou tirar o suplemento alimentar por minha conta, porque enquanto ele estiver com a sonda ele não mama. Ela ariscou seu próprio emprego para nos fazer o bem. E realmente foram muitas acordadas e cada vez tinha que acordar o bebê molhando seu pescoço e assim mamava uns minutos. Graças a Deus pela manhã o médico deu alta da UTI e não sabia explicar como os exames deram tudo bons, além disso criticou a enfermeira pelo procedimento ariscado mais sorria satisfeito vendo meu neném bem.

Resultado: O amor de Deus e a intercessão de Nossa Senhora foram manifestados, e, na realidade aquele milagre para a medicina levou meu coração e minha família mais perto de Deus.

Além do mais, vendo tantas crianças tão pequenas naquela UTI, me sensibilizou. As enfermeiras diziam: “mãezinha precisamos do leitinho, o banco de leite da maternidade está acabando, teu peito assim tão cheio e não saí nada”. Assim conseguiram autorização para tentar esgotar meu peito dentro da UTI e realmente quando via aqueles bebês chorarem eu também chorei, e, pedi que Nossa Senhora liberasse meu leite e então eu daria pelo tempo que Deus quisesse. E assim o leite desceu em meio ao choro daqueles pequenos filhos de Deus que tanto precisavam. Doei leite aproximadamente 4 meses, era incrível a quantidade de leite que Deus fazia vir eu doava. As enfermeiras buscavam em minha casa e ficavam admiradas.

Deus é maravilhoso e escreve tudo de forma que nem sempre entendemos e Nossa Senhora é nossa mãe protetora Rainha do Impossível e nos leva a enxergar além de nós mesmos nos dá suporte durante as provações. Meu filho nasceu com três quilos e duzentos, e quase de oito meses. Foram até nove meses dele para garantir pelo exame de sangue que a toxoplasmose sumiu. Tenho certeza que foi o sangue de Jesus que purificou o dele. Hoje ele tem oito anos e é uma benção de Deus em nossas vidas. A prova viva do milagre. Obrigado Jesus pela graça recebida. Obrigado mãe querida pela sua intercessão.

Que você através deste testemunho também acredite que o impossível, Deus pode realizar. E que em meio as nossas dificuldades podemos ser e fazer os outros felizes porque Nossa Senhora é nossa mãe intercessora. Ela nos ensina a contemplar em meio ao calvário o amor de Deus.

Testemunho de Jandira Stock Schneider

O “Momento de Reflexão” você ouve de Segunda a Sexta-feira às 18:45 no programa Vozes da Paz pela rádio Nova São José FM, 96.9, Deus abençoe.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *