Esse terço é meu

Um jovem soldado conta um interessante sucedido na tropa em que servia.

“Estávamos alinhados no batalhão para os exercícios do dia. O sargento instrutor era conhecido por todos pelo seu ateísmo e por escarnecer de tudo o que era religioso. E naquele dia tinha nas mãos um trunfo especial, pensava ele. Balançava um terço entre os dedos e perguntou ironicamente aos tímidos soldados, com um malicioso sorriso nos lábios:

 
– Quem é que perdeu esta coisa ? Quem se apresenta? Dê um Passo à frente.

Seus covardes…

O batalhão, católico na maior parte, de repente tornou-se um bando de covardes, pois todos riram para estar bem com o debochador, mesmo aqueles a quem a própria mãe dera um terço para levar consigo na tropa.

Só um cadete a meu lado rangia os dentes, ofendido.

O sargento continuava a escarnecer, convencido de que ninguém teria coragem de se apresentar para levar o terço.
Porém, o cadete meu vizinho adiantou-se, fez continência e disse com voz clara e forte:

“Esse terço é meu, Senhor!!!”

Todos do batalhão silenciaram e não riram mais.

O terço lhe foi entregue sem mais cerimônia pelo instrutor, que também parou com o deboche.

Após a instrução, no intervalo, dirigi-me curioso ao moço, dizendo-lhe:

– Amigo, gostei de saber que há outro soldado neste batalhão que reza o terço, como eu. Mas queria saber por que você deixou passar um tempo e não teve logo a coragem de se apresentar como o dono do terço, e depois respondeu com tanta convicção?

– Porque o terço não era meu! Eu avancei porque queria acabar de vez com o deboche dele!

Não aguentava mais! Fui inspirado pelo meu Anjo da Guarda!

Este fato espalhou-se pelo quartel. E mais tarde veio a descobrir-se que o verdadeiro dono do terço, era o Próprio filho do Sargento Instrutor. O seu único filho que havia morrido dias antes em Batalha.

Desde então tornou-se impossível para aquele Sargento permanecer no batalhão. Porém, o destemido cadete passou a ser respeitado por todos como: “O jovem de fé”.

————————————————————————

Jornal “Cavaleiro da Imaculada”- nº 842 – Maio de 2004
 
Se desejar ouvir, é só clicar no “Play”

Cadastre-se grátis e receba as mensagens do momento de reflexão no seu e-mail

O “Momento de Reflexão” você ouve de Segunda a Sexta-feira às 18:45 no programa Vozes da Paz pelas rádios São José AM, 1240 e Nova Era FM em 104,5, Deus abençoe.

 

Comentários Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *